alt="tributação-transportadoras"

Tributação para transportadoras: quais os principais tributos?

Acompanhe novos temas sobre o setor tributário

Tributação transportadoras

Tributação transportadoras

Tributação transportadoras

2 minutos para ler

A alta carga tributária para transportadoras e a sua complexidade podem tornar as finanças difíceis de serem controladas da maneira correta, o que deixa espaço para falhas.

Alguns encargos são pagos anualmente, outros sempre que um serviço é realizado. Além disso, a alíquota de cada um varia de acordo com a esfera à qual pertence e conforme o regime tributário adotado pela empresa. 

Para ajudá-lo a entender melhor do assunto, descrevemos todos os encargos cabíveis a transportadoras e os 3 tipos de tributação nos quais você pode se enquadrar. Boa leitura!

alt="tributação-transportadoras"

Tributos de Competência federal para transportadoras:

 

  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido)

Esse imposto deve ser pago por todas as Pessoas Jurídicas e tem como objetivo angariar fundos para a Seguridade Social. É um encargo recolhido nos regimes de Lucro Real e Lucro Presumido, que explicaremos ainda neste texto. 

  • PIS (Programa de Integração Social)

Outro tributo de âmbito nacional, o PIS tem como base o faturamento mensal ou folha de pagamento da Pessoa Jurídica. É pago mensalmente até o dia 15 do mês subsequente e suas alíquotas variam de 0,65% a 1,65%.

  • COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social)

Também pertencente ao campo da Seguridade Social, esse imposto incide sobre a renda mensal e precisa ser pago por qualquer pessoa jurídica, menos as micro e pequenas empresas enquadradas no Simples Nacional, outro regime tributário que detalharemos.

  • IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica)

O tributo nacional é pago anualmente por todas as empresas, exceto se for MEI (Microempreendedor Individual). A alíquota do imposto de renda para transportadoras é de 8%.

Tributos de Competência estadual para transportadoras:

 

  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço)

Como o nome já diz, tal imposto é pago sempre que o transporte de mercadorias é realizado. A alíquota varia de estado para estado e é calculado de acordo com o valor do produto ou serviço.

Tributos de Competência municipal para transportadoras:

 

  • ISS (Imposto Sobre Serviços)

Esse imposto é pago quando há prestação de serviço dentro de um mesmo município, independentemente da cidade ou estado de onde a transportadora e contratante estão sediadas. O ISS sempre é pago ao município onde o serviço foi realizado.

Além desses tributos, outro encargo que merece atenção é o IPVA da frota. É indispensável saber como calculá-lo.

Qual a importância de uma boa gestão de tributos na sua transportadora?

 

Agora, vamos reforçar qual a importância da gestão de tributos para uma transportadora, uma vez que é um tipo de empresa que atua em um ramo bastante competitivo, no qual não há espaço para erros. Acompanhe.

Evita o pagamento de multas

 

Definitivamente, um dos motivos que reforça a importância da gestão de tributos para uma transportadora está relacionado com evitar o pagamento de multas.

Afinal, a lei brasileira é bastante complexa e conta com modificações constantes, o que reforça que é imprescindível se manter em sintonia com as evoluções jurídicas que ocorrem de forma recorrente.

Nesse sentido, negócios que estão envolvidos em diversas operações com fornecedores, clientes e funcionários precisam, ainda mais, manter os seus registros em dia. Uma multa pesada, especialmente em um momento difícil, pode minar o seu fluxo de caixa, gerando um efeito de “bola de neve” que pode ter consequências muito nocivas.

Garante redução de custos

 

Outro ponto benéfico para quem aposta em uma boa gestão de tributos está na redução dos custos. 

E, ao contrário do que vimos no tópico acima, isso ocorre não apenas por evitar multas, mas também por diversas outras possibilidades, como um bom planejamento tributário e o ajuste do enquadramento mais adequado para as atividades e demandas do negócio.

A escolha do enquadramento incorreto pode fazer sua transportadora arcar, desnecessariamente, com muito mais impostos e contribuições.

Por outro lado, estar em consonância com o lucro e as demais características da empresa oferece meios perfeitamente legais para conseguir isenções, reduzir custos, crédito tributário e imunidades.

Como melhorar a precisão dos cálculos e controles tributários em transportadoras?

 

A alta carga tributária para transportadoras e a sua complexidade podem tornar as finanças difíceis de serem controladas da maneira correta, o que deixa espaço para falhas.

Qualquer tributo que não seja calculado ou pago da forma correta acarreta mais gastos com juros e multas. A seguir daremos algumas dicas para melhorar a gestão tributária da sua transportadora:


Tenha uma consultoria especialista na gestão fiscal


O primeiro passo para fazer a gestão de tributos na prática consiste em ter um bom acompanhamento da operação, sobretudo no que diz respeito às movimentações financeiras, compras e prestação de serviços.

 No entanto, para isso, é essencial um excelente entendimento da lei, pelo menos por parte do profissional que será responsável pelo processo.


Adaptadas às necessidades e ao perfil de cada cliente, somadas a diversidade de clientes atendidos com sucesso, os serviços oferecidos pela Consultoria Leite & Dayan possuem atendimento personalizado, agilidade e grande margem eficaz, uma vez que a infraestrutura administrativa, tecnologia de ponta e expertise profissional nos tornou a primeira empresa de Mato Grosso a prestar serviços tributários com alto nível de especialização na área Tributária empresarial, mantendo constantes atualizações sobre a legislação vigente.


Com metodologia única e exclusiva, angariadas ao longo dos anos de experiência técnica e capacidade profissional dos fundadores especializados em associar “know-how” com dinamismo estrutural corporativo.

Contemplando, assim, toda flexibilidade necessária para auxiliar na solução das questões tributárias para empresas que vão desde supermercados ou transportadoras até grandes indústrias e grupos empresariais enquadrados no Lucro Real e Lucro Presumido com problemas advindos de tributos Federais como Cofins, PIS, CSLL, IRPJ, IPI, tratando do passado, correção do presente e planejamento do futuro através de uma sistemática dinâmica, nós apresentamos perspectivas únicas, modernas e disruptivas, permitindo ao empresário a inteligência fiscal, possibilitando uma redução de custos e se prevenindo contra crises financeiras através de avaliações precisas dos impostos diretos e indiretos. 

Salientando que há possibilidades de a empresa contar com benefícios e incentivos fiscais, abatendo certas categorias de tributos.

Dessa forma, a transportadora estará mais resguardada de qualquer problema com o pagamento de impostos e tributos. 

Além disso, obter informações que possam contribuir para uma tomada de decisão mais efetiva é simplesmente imprescindível.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos nas redes sociais para que eles também possam entender melhor sobre tributação para transportadoras.

Aproveite e siga nossas redes sociais e tenha acesso às nossas postagens em primeira mão! Estamos no Instagram, Facebook e LinkedIn